Férias à vistaaaa!

Férias à vistaaaa!

12 Junho, 2018

Em viagem, contactamos com novos ambientes, expondo-nos a novos agentes transmissores de doenças infeciosas, seja por vetores aéreos, terrestres ou aquáticos, seja através das águas para consumo e higiene ou da alimentação. Estes riscos podem ser minimizados se agirmos preventivamente, informando-nos sobre as precauções a adotar antes, durante, e mesmo após a viagem.

A maioria dos viajantes não apresenta problemas de saúde durante a viagem e permanece sem sintomas no regresso. No entanto, a probabilidade da sua ocorrência depende dos problemas pré-existentes, do destino da viagem, da duração da mesma, das condições de alojamento e da adesão às medidas preventivas.

A Organização Mundial de Saúde recomenda a realização de exame médico após o regresso de uma viagem internacional aos viajantes:

  • Portadores de doença crónica (por exemplo, doença cardiovascular, diabetes mellitus, doença respiratória crónica);
  • Com manifestações clínicas nas semanas seguintes ao regresso a casa, particularmente em caso de febre, diarreia persistente, vómitos, icterícia, alterações do foro génito-urinário, doenças dermatológicas;
  • Que consideram que estiveram expostos a uma doença infeciosa durante a viagem;
  • Que estiveram mais de três meses num país em desenvolvimento.

A pensar em quem viaja em férias, e para diagnosticar problemas de saúde possivelmente contraídos durante a viagem, o Coimbralab disponibiliza um check-up bastante completo, com as análises usualmente mais pedidas: inclui análises de despiste da hepatite A, malária, infecção parasitológica, entre outras. Chama-se Perfil Viajante!

Por aqui estamos sempre a pensar em si!
E porque não Partilhar esta novidade com os seus amigos? 

#coimbralab #perfilviajante