Dia Nacional do Dador de Sangue

Dia Nacional do Dador de Sangue

27 Março, 2018

Dar a cada um o que mais precisa! 

Uma unidade tem 450 ml de sangue porque esse é o volume que se pode colher sem prejudicar o dador. Actualmente o sangue é colhido para um sistema de 4 sacos. Apenas um, o saco mãe, recebe a dádiva de sangue. Ao centrifugar-se a unidade de sangue doada conseguem-se desagregar, no saco mãe, os componentes sanguíneos e transferi-los para os sacos satélite. Obtém-se, um saco só com glóbulos vermelhos, um só com plaquetas e um com o plasma. Rentabiliza-se, assim, uma dádiva de sangue e tratar o doente com o que ele necessita.

Os dadores são a única fonte destes componentes porque a constituição do sangue é de tal maneira complexa, que a medicina de hoje ainda não conseguiu arranjar um substituto que se lhe assemelhasse. Daí que seja essencial a nossa contribuição como seres humanos solidários para que se possam continuar a salvar vidas. É graças à contribuição altruísta dos dadores que muitas pessoas podem continuar a viver. 

O IPST(Instituto Português do Sangue e Transplantação) tem disponível uma aplicação gratuita que permite ao dador receber alertas sobre o estado do stock nacional, a melhor altura para fazer a sua doação e ainda o lugar mais próximo onde poderá efetuá-la. Além disso, sempre que um tipo de sangue estiver em falta, os dadores desse grupo sanguíneo são avisados.

Além dos locais fixos dos Centros de Sangue do IPST (Lisboa, Porto e Coimbra), pode-se dar sangue nas Administrações Regionais de Saúde.
Para mais informações sobre as sessões móveis de colheita (nas quais se deslocam equipas a locais acordados), consulte www.dador.pt.

#Coimbralab #DiaNacionalDoDadorDeSangue